terça-feira, 17 de abril de 2018

Convivência geracional como motor de novas conquistas

Na sexta-feira passada visitamos as novas instalações da nossa escola, onde se encontram a funcionar o pré-escolar e o 1º ciclo. Era uma visita já muito ansiada por todos - crianças, famílias e comunidade educativa.
Chegamos pela mão daqueles que mais amamos, pais ou irmãos que andam nesta escola.

Foi um dia no qual os valores e príncipios em que acreditamos falaram mais alto... Foi um dia em que uma equipa inteira cooperou, para que momentos especiais acontecessem... Foi um dia em que famílias e comunidade educativa se uniram para ver as crianças ainda mais felizes!


O dia foi mesmo muito preenchido:
- conhecemos uma nova sala, com novos materiais e possibilidades;
- convivemos com familiares, amigos e outras crianças mais velhas;
- brincamos num recreio enorme e andamos de triciclo, com o apoio do 1º ciclo;
- assistimos ao teatro da Patrulha Pata, dinamizado pela sala da Carmo;
- comemos bolinhos de maçã ao lanche, que a sala da Mónica partilhou connosco;
- assistimos à comunicação do projeto do elefante, pela sala da Xana.


Os mais velhos apoiaram-nos na exploração e brincadeira, mostraram-nos as suas conquistas e espaços preferidos da escola, quiseram acompanhar-nos na subida e descida de escadas... O cuidado e carinho com que fomos recebidos, por todos, intensificou a união entre os vários grupos. Criamos ligações, fizemos amizades, sentimo-nos seguros, protegidos e apoiados numa convivência geracional imensa.

Aqui ficam algumas fotografias deste dia e a certeza que foi muito especial para todos.


















Mais uma vez obrigada a todos - crianças, famílias e comunidade educativa - pela ajuda e organização.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

O senhor cavalo-marinho e um mergulho na arte de Eric Carle

A Inês trouxe para a nossa sala e contou-nos a história "O senhor cavalo-marinho" de Eric Carle.
Depois de ouvirmos a história, vimos as ilustrações do livro e a técnica utilizada, que nos suscitou muita curiosidade. Para dar resposta a este interesse, a Inês mostrou-nos várias ilustrações das histórias do autor. Colamos as ilustrações na parede e durante alguns dias pudemos observá-las com mais atenção.

A Inês falou-nos sobre a técnica que o ilustrador utiliza para fazer as suas produções. Recorta pedaços de papel (alguns pintados por si) e junta-os para formar as imagens que pretende.
Assim, quisemos recriar a técnica e construir a nossa própria ilustração.
Com farinha, água e sal fizemos digitinta e com as mãos demos largas à imaginação. Fizemos algumas pinturas individuais e uma coletiva.









Comunicamos as pinturas individuais uns aos outros e a pintura coletiva recortamos em pedaços para, juntos, construirmos um leão, ilustração escolhida previamente. Depois de vermos várias ilustrações de Eric Carl, quisemos fazer o leão! A Inês ajudou-nos a recortar e com cola juntamos os pedaços para fazermos a nossa produção.







A nossa parede está, agora, enriquecida com obras de artes de vários autores - do Eric Carle e nossas! 
"Fazer das salas de creche um encontro de culturas significa envolver as famílias no arranjo do espaço e dos materiais, enriquecer o espaço com obras de arte de diversos artistas e representando diversas culturas, imprimindo uma estética humana e não, apenas, infantil. De igual modo, as produções das crianças podem desde logo assumir ao serem expostas dignamente, a dimensão de autoria, evocando nos adultos e nas crianças a identidade de autor para a qual queremos que as crianças caminhem." (Folque, Bettencourt e Ricardo, 2015, p. 22)


quinta-feira, 22 de março de 2018

Momentos em família

Chegou mais um dia do pai!

Segunda-feira foi dia de celebrar junto de quem mais gostamos. Adoramos ter a família presente e, por isso, esta foi mais uma oportunidade para que isso acontecesse. Preparamos surpresas, um lanche e mostramos aos pais aquilo que temos vindo a fazer na escola.

A prenda tinha a missão de sensibilizar para a segurança rodoviária e com os pais experimentamos a técnica de pintura utilizada - pintura com berlindes! Foi uma tarde muito divertida e cheia de mimos.









Obrigada aos pais por mais um momento tão significativo para todos!

Manhãs culturais partilhadas entre salas

As partilhas entre salas e as comunicações daquilo que vamos fazendo são momentos privilegiados de validação social, perante os outros.
Sempre que preparamos uma comunicação, conversamos sobre como devemos comunicar, que preparação prévia é necessária fazer, como podemos adaptar o espaço e a própria comunicação ao público-alvo.

A semana passada, a sala da Susana convidou-nos para assistir à animação da história "Capuchinho Vermelho". Para isso, as crianças utilizaram uma lanterna e um livro de recortes para realizar uma projeção no teto. Fomos recebidos a rigor, com mantas no chão e almofadas. Tudo para que ficássemos confortáveis e pudessemos usufruir do momento cultural que se seguia.

A sala escureceu, uma música iniciou e ninguém teve medo. Alguns pediram mais colo, mas todos aproveitaram os momentos de forma diferente. Uns mais focados nas luzes, outros no livro, alguns na música e houve até quem apenas quisesse descansar! Todos adoramos!






Muito obrigada à sala da Susana por esta partilha cultural que nos encheu as medidas.

quinta-feira, 1 de março de 2018

Do mercado para a nossa sala!

Esta semana a Maria trouxe um cesto cheio de fruta, que foi comprar ao mercado com os pais e com os irmãos. Dentro do cesto vinha a maior variedade de frutas - banana, maçã, pêra, laranja, toranja, nectarina, uvas, manga, papaia, mamão, morangos -, incluindo algumas que nunca tínhamos experimentado.
Exploramos e provamos as frutas e a nossa manhã tornou-se numa autêntica experiência gastronómica!








No dia seguinte, fomos ao berçário partilhar as restantes frutas com os bebés, que quiseram tocar e provar todos os sabores.




Com a sala da Mariana partilhamos meloa, mamão, papaia, manga e nectarina e descobrimos que estão a fazer o projeto "Quais são as frutas que comemos com casca?". Outra das perguntas deste projeto é "Será que todos os frutos nascem das árvores?". Desta forma, com a partilha, puderam experimentar frutas novas e guardar as sementes e os caroços para plantarem e descobrirem algumas respostas ao projeto.



Muito obrigada à Maria e à sua família por esta partilha tão doce e enriquecedora para todos!